VIVA A MELHOR ESTRATÉGIA

Existem duas estratégias que podemos adotar para conduzir a nossa vida. A primeira é tentar fazer com que o mundo externo se adapte ao nosso propósito. A segunda é mudar o modo como vivenciamos o mundo externo para adaptá-lo ao nosso propósito.

Continue lendo

A VIDA COMO AVENTURA FÉRTIL

Tem gente que acha que vai sair caminhando por aí e, de repente, não mais que de repente, acabará tropeçando com o seu propósito. Não é assim, portanto melhor tirar o cavalinho da chuva, como bem poderia dizer, brincando, o Taful, um dos principais personagens de meu livro O Velho e o Menino.

Continue lendo

A BUSCA DE SENTIDO

Nos meus tempos de Fundação Getúlio Vargas tive um professor brilhante, Roberto Venosa, entre outras coisas porque nos fazia aprender por meio da literatura. Líamos vários livros para, a partir deles, compreender as empresas e o mundo dos negócios. Lembro que um me marcou profundamente: “O Deserto dos Tártaros”, do escritor italiano Dino Buzzati.

Continue lendo

A MELHOR OFERENDA.

De tudo, valeu o abraço amigo, a conversa sincera, o brilho nos olhos.

A palavra encorajadora.

O sorriso que abre delicadamente as portas dos inúteis jardins secretos, onde escondemos a nossa melhor parte.

A lágrima deslizando pela face tantas vezes oferecida.

As confidências compartilhadas e que afugentaram os medos.

Continue lendo

QUAIS SÃO AS SUAS PRIORIDADES?

Existe um erro nessa pergunta. Você consegue identificá-lo? Se não, é possível que cometa alguns outros na maneira de conduzir a sua vida.

Caso aceite bem o plural da palavra prioridade, posso concluir que você não sabe qual é a sua.

Continue lendo

O EXERCÍCIO DO ARQUEIRO

Para que serve um propósito?

Serve para realizar-se no mundo, dirão alguns. E tal realização pode ser passar em um exame, ganhar uma medalha, escalar uma montanha, casar e ter filhos. O propósito é sempre um alvo a alcançar. A crença é de que essa realização vai gerar um sentimento de felicidade.

Continue lendo

APRENDER NÃO É PARA QUALQUER UM

Como seres inacabados, somos eternos aprendizes. Essa virtuosa capacidade nos faz evoluir como humanos. Mas, embora exista como probabilidade, não acontece com todos, infelizmente. Aprender não é para qualquer um.

O aprendizado e a aprendizagem têm os seus mistérios e entraves. Avalie a sua conduta como aprendiz.

Continue lendo

O ANTÍDOTO ESTÁ NO VENENO

Se o medo é um fato e um estorvo, ao mesmo tempo, que ao menos aprendamos a reconhecê-lo, sem nos deixar enganar. Existem medos e medos e, para driblar cada um deles, cabem atitudes e estratégias diferentes, destinadas a impedir que interfira nas mudanças que precisam ser feitas.

Continue lendo

O BOI VOADOR

Os discípulos de Tomás de Aquino, tentando importuná-lo, quando estava compenetrado em seus escritos, chamaram-no:

– Mestre, venha depressa! Veja o que está acontecendo! Olhe pela janela, veja lá fora… um boi voando!

Tomás de Aquino largou o que fazia e, num salto, foi até a janela. Os jovens aprendizes puseram-se a rir da ingenuidade dele.

– Mestre, com toda a sua sabedoria, como pode acreditar em um boi voando?

No que o santo respondeu:

– Prefiro acreditar que um boi possa voar do que perder a confiança em vocês.

Continue lendo

TÁTICA DA FOCA FUNCIONA!

Quem disse que não?  A tática da foca funciona, sim. Nunca neguei, nem mesmo quando a apresentei pela primeira vez, no livro “Rico de Verdade”. Apenas para lembrar, o objetivo dela é manipular pessoas – colaboradores, clientes, filhos – por meio de peixes tóxicos.

Peixe tóxico é uma condição: “se você fizer isso, você ganha aquilo”. O aquilo é o peixe tóxico, um estímulo externo para que alguém faça algo que não faria por motivação própria. Para o colaborador, o bônus, o prêmio e a comissão. Para o cliente, a promoção “compre um, leve dois”, entre outras, o desconto e demais fajutices muito conhecidas. Experimente adquirir remédio em uma farmácia. Para os filhos, a bicicleta no final do ano ou a viagem à Disney, desde que…

Continue lendo